abril 29, 2008

A gota d'água

O que me fez desistir do curso de docência não foi simplesmente a história de desabafada no Podsemfio n.64. Houve outro fato, a gota d'água.

Continue reading "A gota d'água" »

abril 07, 2008

Escola Base, o retorno

Bem, eu passei uma semana fora do Brasil. Estou um pouco por fora dos acontecimentos. Pelo pouco que ouvi por aí, parece que uma menina de 5 anos foi morta e os suspeitos são o pai e a madrasta da criança. Pesquei trechos de uma matéria na TV:

"... Fulano de tal, pai da menina, tentou várias vezes passar no exame da OAB mas não conseguiu..."

Já vi esse filme. Jornalista fazendo papel de promotor. Daqui a pouco vão "levantar" que o cara levou bomba em matemática na escola e fazia xixi na piscina. Será que ninguém aprendeu nada com o caso da Escola Base?

março 14, 2008

Hipocrisia

O governador de NY saiu com prostitutas, deixou o cargo, fez ceninha de arrependimento e posou de nobre ao lado da esposa humilhada.
Nada como uma esposa sofredora, que perdoa todo, para salvar a carreira de um político obsceno.

Mas para mim, obsceno é o número de soldados que esse país tão puritano enviou ao Iraque nos últimos anos.

março 05, 2008

Lei de biossegurança

Chegou a hora. O STF começa a julgar hoje aspectos da lei de biossegurança sobre o uso de embriões humanos congelados para pesquisas com células-tronco.

Continue reading "Lei de biossegurança" »

fevereiro 21, 2008

Off


Clique na imagem para ampliá-la

Ninguém num país de língua portuguesa tem obrigação de saber inglês. Aliás, aqui mal se escreve português. Mas quando jornalistas se propõem a criar um programa de TV com um título em inglês, o mínimo que se espera é que escrevam-no corretamente.

Recebi o convite acima por email e minha primeira impressão foi tão ruim que fiquei com medo do nível do tal programa. A não ser que o título tenha outra conotação (o que eu duvido), fico com o off do meu televisor mesmo.

Pensamento Positivo

Eu já estava com a documentação pronta para me mudar de mala e cuia para Sampa, transferindo o curso de jornalismo para a Cásper ou a Metodista. Mas se eu pudesse resumir em duas palavrinhas o motivo de eu permanecer em Curitiba, me alternando na estrada por mais um ano, elas seriam Universidade Positivo.

Estudei a vida toda no colégio Positivo, até o terceiro ano do segundo grau (em 1993). Depois fiz odonto na PUC. Nos tempos de escola, vi a Positivo Informática nascer, com os primeiros softwares educacionais. Hoje ela se tornou essa gigante, nem dá para acreditar.

Não hesitei em vir fazer jornalismo no Unicenp, que em janeiro se transformou em Universidade Positivo. Estou muito orgulhosa. E nada pode ser melhor do que meu projeto "a inclusão digital como ferramenta para inclusão social" receber apoio de uma instituição que não só admiro como me faz vestir a camisa.

fevereiro 14, 2008

De novo? Blogueiros versus jornalistas, bla bla bla...

Eu estava doida para ir na Campus Party. A viagem já estava marcada e tudo, mas com o casamento do meu irmão mês que vem e o meu daqui mais três, mais a volta às aulas, tive que setar prioridades na minha agenda.

Mas hoje, pela primeira vez, não me arrependo mais de não ter ido. Bastou eu espiar, por poucos minutos, o debate entre blogueiros e jornalistas. Sim, AINDA essa baboseira continua.

Continue reading "De novo? Blogueiros versus jornalistas, bla bla bla..." »

fevereiro 03, 2008

Ora, pílulas

Uma decisão polêmica em Pernambuco: o governo disponibilizará a pílula do dia seguinte nos postos de saúde durante o carnaval.

Continue reading "Ora, pílulas" »

Carnaval [1]

Eu não gosto de carnaval, mas não tenho nada contra quem goste. O importante é descansar, mudar de ares, se divertir. Mas sobre desfiles de escolas de samba, me desculpem. Não posso compactuar.

Continue reading "Carnaval [1]" »

dezembro 31, 2007

Virada offline, mesmo mobile

Que bom que existem os feeds RSS, para nos manter incólumes ante a sujeirada que domina a internet! Mas mesmo os feeds às vezes precisam de uns filtros, pois cerca de 80% do que leio regularmente por RSS é descartável. Em mais da metade, não vou além do título. Por isso, indo na contramão de muita gente, tenho preferido cada vez mais assinar feeds com resumos ao invés do artigo todo. Ganho muito tempo e poupo muita banda.

O bom de ser mobile é que continuo antenada com o mundo, mas sem ficar bitoladona na frente de um desktop. A maioria de minhas atividades são outdoor ou inkitchen, já que desta vez sou anfitriã aqui em casa.

Mas... quando assuntos como "previsões astrológicas" e "simpatias" para 2008 burlam meus filtros RSS, é sinal que chegou a hora de desligar a internet, móvel ou não. Já baixei meus livros, podcasts, limpei meu inbox... então, vamos para uma virada offline. Agora, o único gadget que ligarei até o dia 2 é o iPod.

Boa virada a todos!